Tarifa Branca disponível para todos consumidores baixa tensão 2020

A ANEEL divulgou que a partir 1º de janeiro de 2020, a opção pela tarifa branca estará disponível para todas unidades consumidoras conectadas em baixa tensão, salvo aos consumidores residenciais classificados como baixa renda, beneficiários de descontos previstos em Lei, e à iluminação pública. 

Aprovada em 2016, a tarifa branca sinaliza aos consumidores a variação do valor da energia conforme o dia e o horário do consumo. Na época foi aprovado um cronograma de disponibilização da modalidade tarifária no qual inicialmente, em 2018, ficou disponibilizado para consumidores com média mensal de consumo superior a 500 kWh/mês, em 2019 houve a abertura para os consumidores com média superior a 250 kWh/mês e em 2020 a abertura seria para todos consumidores de baixa tensão.

A adesão é voluntária e parte do consumidor, a concessionária não poderá obrigar o cliente a optar por tal modalidade. Para aderir, consumidor deve formalizar junto à concessionária ou permissionária o pedido de mudança. Com a tarifa branca, passará a pagar valores diferentes em função da hora e do dia da semana em que consumir energia elétrica.

A medida é benéfica para o sistema elétrico, quando observamos que os consumidores adotaram um perfil de consumo com maior incidencia nos períodos de menor estresse do sistema elétrico, já que nos momentos de pico as tarifas desestimulariam o consumo. Assim postergaria investimentos para atendimento das perspectivas de aumento de consumo dos seus clientes.

Do ponto de vista do consumidor, caso consiga adequar suas rotinas priorizando o consumo nos períodos de menor demanda (manhã, início da tarde e madrugada, por exemplo), pagará um valor reduzido na sua fatura de energia mesmo consumindo o mesmo montante. Consideramos muito importante que os consumidores avaliem se conseguem adequar seu perfil de consumo, ou então a adesão pode provocar um custo maior para a energia do que a modalidade convencional que já utiliza.



Right Menu Icon