DESSEM terá uso oficial pelo ONS em 2020

O Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) concluiu a implantação do novo sistema que determina a programação de despacho das usinas geradoras que vão suprir as necessidades energéticas do País. O DESSEM é um modelo de otimização de curto prazo, ele permitirá que o operador tenha informações a cada meia hora do Custo Marginal de Operação (CMO) do Sistema Interligado Nacional (SIN).

A adoção permite ao ONS determinar a operação das usinas com o menor custo total para os consumidores. Segundo especialistas do setor elétrico, a sua adoção promoverá para os agentes ganhos com eficiência, melhor formação dos preços e transparência.

Está previsto para que em de 2021, a Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE), adote o modelo também para determinar o preço horário de contabilização e liquidação do Mercado de Curto Prazo (MCP).A sua adoção segue os projetos de aprimoramento da operação do SIN e sua modernização do marco regulatório.

O DESSEM foi desenvolvido pelo Centro de Pesquisa de Energia Elétrica (Cepel), com objetivo de otimizar a operação diária do SIN, Ele considera as características operativas da rede elétrica e sua matriz.